Cruzeiro – Brasil, Argentina e Uruguai

Em janeiro de 2013 meus pais comemoraram 25 anos de casados (sim, eles já estão fazendo 30 esse ano) e por isso, resolveram presentear a família inteira com um Cruzeiro pela América do Sul (um presentão!).

Na época, o cruzeiro saía de Santos-SP, passava por Punta del Leste, Buenos Aires, Montevidéo e depois voltava para Santos. Acredito que os roteiros de hoje são um pouquinho diferentes… Vou escrever aqui as minhas impressões dessa viagem, principalmente o que acho que erramos e acertamos.

Acredito que viagem de cruzeiro seja sempre a melhor opção para se aproveitar a família e descansar. Claro que, ir para outro país e conhecer uma cidade diferente é sempre uma delícia, mas na minha humilde opinião esse não é o principal objetivo do cruzeiro.

DSC00165

IMG_0848

DSC00216

DSC00273

DSC00663

DSC00838
Os aniversariantes

Domingo (12/jan): Saída de Santos

Segunda-feira (13/jan): Navegando

Terça-feira (14/jan): Punta Del Leste

DSC00559

Quarta-feira (15/jan): Buenos Aires

IMG_0711

Quinta-feira (16/jan): Buenos Aires

Sexta-feira (17/jan): Montevidéo

IMG_1087

Sábado( 18/jan): Navegando

Domingo (19/jan): Chegada em Santos

As paradas nas cidades são rápidas, só para se ter uma ideia mesmo! Sem contar que o navio em si é MUITO legal! Nós somos super bem servidos 100% do tempo! Comida disponível 24h por dia. Sem contar que, na mímina saidinha que você der da sua cabine, na volta ela estará lindamente organizada.

Fora as atrações acontecendo o tempo todo: animações na piscina, festas, cassino e até aula de italiano!

DSC00839

DSC00951

DSC00986
Adoro minha cara (e cabelo) nessa foto HAHAHAH

Nós compramos passeios guiados em todas as cidades que paramos – Punta del Leste, Buenos Aires e Montevidéo – e acho que foi uma decisão acertada. Poderíamos muito bem ter montado os nossos próprio roteiros, mas acho que eu ia ficar um pouco ansiosa e com medo de perder o navio (rs). Rola a lenda que, na hora de sair, ele sai independente se alguém não voltou a bordo. Melhor não pagar pra ver…

Um grande erro que cometemos foi não comprar pacote de bebida. Eu sei que em alguns navios além da comida também se tem bebida (inclusive alcoólica) disponível 100% do tempo. No nosso era só a comida e a água dos bebedouros (que é a água do mar tratada – fica ao critério de quem quiser consumir ou não).

Ainda tínhamos a opção de comprar água e drinks nos bares. Mas tenha em mente que tudo será em Dólar e para quem ganha em Real talvez a conversão assuste um pouco. Com certeza eu priorizaria bebida liberada mesmo que o pacote fosse um pouquinho mais caro.

Um outro ponto negativo é que, no primeiro dia navegando, balançou MUITO! Eu sou uma pessoa super tranquila quanto a enjoo: eu simplesmente NUNCA passo mal. Mas balançou tanto que até eu tive que ficar na cabine deitada por algumas horas.

Não cheguei a vomitar, mas meu irmão sim! E encontrei algumas vezes vômito no navio – que rapidamente eles se preocupavam em limpar. Mas foi só nesse dia. Todos os outros foram muito tranquilos e de bastante descanso e diversão. 

No mais, foi uma viagem mais que maravilhosa família. Foi a primeira vez de todos nós fora do país e foi muito bem aproveitada! Acho uma excelente opção para lua-de-mel (apesar de na minha ter ido para o Chile). Uma excelente viagem a dois!

Atente-se a alguns detalhes importantíssimos!!!

  • Horário de chegada

É super recomendado chegar no porto para toda a conferência de passagens e despacho de malas umas 4h antes da saída do navio. Por isso, rola uma espera longa ali mesmo. Não, não vai ser confortável. E sim, vai ter muita gente. Como a maioria dos cruzeiros acontece no verão, vai estar calor. Vista-se com roupas frescas e confortáveis – vai de biquini por baixo – e aguarde seu embarque sentado ali no chão mesmo.

DSC00121
Família à espera do embraque
  • Malas

Essa é a hora de praticar o desapego. No embraque você despacha as malas e elas ficam num lugar com mais 5452 outras. Até que (misteriosamente) elas aparecem na porta da sua cabine. ISSO MESMO! Na porta! Rola aquele medindo de alguém passar ali e pegar suas coisas. 

Infelizmente não é incomum pessoas não receberem as suas malas. Dá uma dorzinha de cabeça no início, mas depois sempre se resolve (pelo menos os casos que eu conheço, todas as pessoas tiveram suas malas de volta ainda dentro do navio).

Na saída é mais bizarro ainda!!!! Você deve preparar a sua mala na noite da véspera do desembarque e deixá-la na porta (sim, do lado de fora outra vez) da sua cabine. Ela será recolhida.

Na saída do navio você vai se ver num salão com 28975659 malas e vai ter achar a sua! Rola um medinho do coleguinha pegar a sua mesmo que enganado? Rola! Mas foi assim que aconteceu!

No mais, não vejo a hora de fazer um cruzeiro novamente!

  • Documentação

Por ser um destino na América do Sul não é necessário passaporte. Dá pra viajar apenas com a identidade. Mas tenha ciência de duas coisas (1) o RG ficará retido no navio durante os passeios em terra; (2) ele deve ter NO MÁXIMO 10 anos. Já ouvi histórias de pessoas que não puderam embarcar por conta de RG velho, acredito que seja por conta da foto…

Anúncios

4 comentários sobre “Cruzeiro – Brasil, Argentina e Uruguai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s