Livro: Coluna de Fogo – Ken Follett

Quem me conhece um pouquinho sabe que eu tenho grande admiração pelo escritor britânico Ken Follet. Aqui no blog já temos um pouco sobre o Código Explosivo, mas esse foi apenas um dos que eu li (em breve teremos mais novidades).

Lançado em 2017 para ser uma espécie de continuação de “Os Pilares da Terra” – o meu preferido do autor, que inclusive tem série no Netflix e tudo! -, 200 anos depois dessa história. Esses dois livros também estão interligados ao “Mundo sem fim”, que também super vale a conferida.

Deleite-se

A história do livro se passa na cidade de Kingsbridge – assim como os outros dois – e se trata de um romance histórico envolvendo fatos ocorridos na Inglaterra, entre 1558 e 1620, e personagens fictícios tão bem construídos que poderiam ser reais.

Trata basicamente das disputas religiosas travadas entre católicos e protestantes, tendo ocorrido principalmente durante o reinado da rainha Elisabeth I, quando praticamente toda a Europa se volta contra a Inglaterra.

Nessa época, a rainha cria o primeiro serviço secreto do país, o que a ajuda a se manter no poder. Também relata a supremacia inglesa na época das navegações, descrevendo batalhas historicamente famosas.

Embebido de romance, quem já está acostumado com o autor talvez não se surpreenda com os passos seguidos pelos personagens principais nas suas 806 páginas. Mas a sua riqueza histórica é muito envolvente. 

O livro descreve fatos históricos bem conhecidos, alguns dos quais você provavelmente já viu na escola. Acho uma delícia ler e depois correr para o Google e conferir o que é real e o que não é. Mas aviso: só faça isso depois de terminar a cena, eu peguei spoiler pesado pesquisando antes!

Leitura mais que recomendada para quem deseja saber um pouco mais de história mundial. Entretenimento de melhor qualidade!

Compre por apenas R$35,90 clicando no link: Coluna de fogo

“Quando um homem tem certeza de saber qual é a vontade de Deus e está decidido a cumpri-la custe o que custar, ele é a pessoa mais perigosa do mundo.”

“Apesar de levar uma vida perigosa, de crime e heresia, a moça era feliz. Ao refletir sobre as razões disso, desconfiou que fosse porque, pela primeira vez na vida, não tinha um homem lhe dizendo o que fazer.”

“Pierre aconselhara o duque de Guise a posar como representante do povo nas negociações com o rei, embora ele na realidade fosse o líder da oposição ao poder monarca e o verdadeiro objetivo de Pierre fosse garantir que o rei cedesse a todas as exigências da Liga.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s